Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias CMCB – Jogo de Xadrez como Estratégia no Processo Ensino Aprendizagem
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
CMCB – Jogo de Xadrez como Estratégia no Processo Ensino Aprendizagem
Qui, 04 de Maio de 2017 17:30


"O jogo de xadrez com origens que remontam à antiga Persia e India, foi readaptado em meados do século XV na Europa sendo conhecido atualmente como um jogo de tabuleiro: xadrez ocidental ou simplesmente xadrez. Utilizado por muitos como um entretenimento, uma arte e, às vezes, uma ciência, várias escolas militares pelo mundo incentivam e estudam o jogo de xadrez por ele ser uma atividade que enseja o pensar, o planejar para se conseguir um determinado objetivo. Uma das características bastante interessantes do xadrez é que não se deve querer capturar muitas peças para vencer o jogo, e sim conquistar a peça mais importante: o Rei. Portanto, é um equívoco achar que acumular peças deve ser o desejo principal de um jogador de xadrez, antes é preciso focar na captura do rei e para isso, muitas vezes, até o sacrifício de outras peças é necessário, mostrando que, assim como no jogo, na vida pessoal e profissional, o ser humano,  para buscar os seus verdadeiros objetivos, precisa abdicar de muitas coisas, até perdê-las se preciso, em nome de uma meta maior.

A então extinta Academia de Policia Militar General Edgar Facó tinha como disciplina o xadrez. No ano de 2016, o Major Edir e o Cabo Victor, docentes do CMCB, propuserem ensinar xadrez no ensino fundamental I para trabalhar a matemática paralelamente aos princípios fundamentais do jogo que convergem com os pensamentos lógicos-matemáticos. A proposta foi prontamente aceita pelo comandante CEL Nildson e seu corpo pedagógico, propiciando preservação da tradição da educação militar aliada ao planejamento, à estratégia e à tática mental que subsidiam à disciplina do aprender e à potencialização do pensamento.

Ainda, em tempos de extrema ansiedade e enfrentamentos emocionais por parte de jovens e adultos, o xadrez surge também como terapia para o autocontrole, uma vez que é necessário calma e previsão de cada mínimo ato realizado por nós tem, pois tudo que fazemos tem uma repercussão futura, como no conhecido "efeito borboleta". Assim, a ansiedade natural da criança é trabalhada durante as aulas de xadrez, sendo alias à capacidade de manutenção do silêncio e da concentração. Tais habilidades são imprescindíveis para o aprendizado e, dessa forma, a disciplina do xadrez acaba por ajudar os alunos em todas as matérias, no comportamento em sala de aula e até em sua vida pessoal.

As equipes de xadrez do CMCB participarão dos jogos escolares 2017, do interclasse interno e da COPA 2017 dos Colégios Militares - CPM, CMF e CMCB de xadrez.

Fonte: Major BM Edir

 

Calendário

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30